apatia em relação ao caso Jean Charles - Mundo - iG" /

Artista inglês protesta contra apatia em relação ao caso Jean Charles

LONDRES - Após ouvir a decisão do júri do inquérito sobre a morte do eletricista Jean Charles de Menezes, que determinou que não poderá haver um veredicto de homicídio ilegal, o artista Mark McGowan desabafou dizendo: O fato dele ser estrangeiro com certeza fez uma grande diferença. Se tivessem assassinado um inglês a coisa seria diferente.

Carolina Ribeiro Pietoso, repórter iG em Londres |

McGowan realizou no último sábado uma performance artística para reconstituir os eventos que levaram à morte do brasileiro, algo que ele diz ter sido um protesto contra a falta de reação pública ao caso. "Eu quis fazer isso para acabar com a apatia que envolve as pessoas em relação a este assassinato", ele disse à reportagem do Último Segundo .

"Ninguém realmente se importa com o fato de um homem inocente ter morrido nas mãos da polícia. As pessoas estão mais preocupadas com quem será o vencedor do programa X-Factor e com presentes de Natal do que com o resultado deste inquérito e isso me choca", afirmou.

Antes mesmo de acontecer, a performance teve algumas respostas negativas, principalmente em blogs ingleses que tacharam a proposta de oportunista e desnecessária. Segundo McGowan, a polícia entrou em contato com ele inúmeras vezes na semana anterior para pedir que não desse andamento ao projeto. "Até uma mulher de um grupo comunitário latino me ligou dizendo: 'Por favor, esqueça esta ideia. Nós não queremos tumulto só queremos ter um Natal tranquilo'. Minha única resposta foi dizer que ela vive fora da realidade".

Na reconstituição, atores com os rostos cobertos simularam atirar em um homem que personificou o brasileiro com uma caixa de papelão estampando sua imagem. Uma determinação do Transport for London, órgão que regulamenta o transporte público em Londres, proibiu que os atores entrassem na estação, limitando a performance à calçada diante do metrô onde Jean Charles foi morto.

Assista ao protesto de McGowan abaixo:

A performance não foi a primeira de McGowan a gerar controvérsia . Durante sua carreira ele comeu carne de cachorros da raça Corgi (a favorita da rainha) em protesto contra o hábito do príncipe Philip de caçar raposas, depois cozinhou e comeu um ganso, além de catapultar um pensionista pelo espaço e arranhar 50 carros novos com um par de chaves. Mas McGowan afirma que este protesto não foi feito para chamar atenção para si mesmo.

"Eu tenho vergonha, pois estive em Salvador, no Brasil, e consegui absorver um pouco da sua cultura e ver como os brasileiros vivem sob a constante acusação de outros países que dizem que sua polícia assassina pessoas inocentes. Todo mundo sabe acusar o Brasil disso, mas quando acontece em Londres é mais fácil olhar para o outro lado", ele afirmou à reportagem do Último Segundo .

O brasileiro Jean Charles de Menezes foi morto pela polícia de Londres na estação de metrô Stockwell no dia 22 de julho de 2005, ao ser confundido com um suspeito de envolvimento em uma tentativa de atentado no dia anterior. A polícia local estava em alerta máxima por causa dos atentados do dia 7 de julho do mesmo ano, que mataram 52 passageiros de ônibus e metrôs da cidade.

"Eu acredito que se não podemos fazer a diferença, pelo menos podemos oferecer alguma resistência. A polícia tem que proteger os cidadãos e não matá-los. Não importa de onde eles sejam", afirmou o artista.

McGowan disse não saber se voltará a protestar contra o caso.

Leia mais sobre Jean Charles

    Leia tudo sobre: jean charles

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG