Artista faz esculturas de vidro de vírus e bactérias que causam doenças graves

O artista britânico Luke Jerram transforma alguns dos vírus e bactérias mais mortais do mundo em esculturas de vidro. Entre os modelos para suas esculturas estão os micro-organismos causadores de doenças como varíola, Aids, E.

BBC Brasil |

coli, H1N1 e Sars.

Para fazer o trabalho, Jerram consultou o virologista Andrew Davidson, da Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha, e combinou fotografias científicas, diagramas e modelos para criar uma representação em vidro dos organismos.

O artista também teve que criar novas técnicas para manipular sua matéria prima. "Alguns dos meus designs simplesmente não podem ser criados em vidro", disse.

"Alguns deles são frágeis demais e a gravidade faria com que desabassem com o próprio peso. Então é preciso alcançar um equilíbrio muito cuidadoso, entre as limitações do conhecimento científico corrente e as técnicas de trabalho com vidro."
As obras de Jerram são mostradas na exposição Viral Sculptures, na Galeria Smithfield, em Londres, de 22 de setembro a 3 de outubro.

Mas nem sempre ele expõe em galerias ou trabalha com vidro. Luke Jerram realizou há cerca de dois meses um projeto nas ruas de Londres, disponibilizando pianos em espaços públicos e convidando o público para tocar os instrumentos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG