lixão para obras rejeitadas - Mundo - iG" /

Artista cria lixão para obras rejeitadas

O artista britânico Michael Landy estreou nesta sexta-feira sua instalação Art Bin (Lixo da Arte, em tradução-livre), onde são jogadas obras de arte rejeitadas pelos próprios artistas. Entre as obras está uma tela doada pelo artista britânico Damien Hirst, que vale milhares de libras.

BBC Brasil |

"Damien realmente amou a ideia...e (suas obras) são pinturas boas", disse Landy.

Uma escultura da artista Tracy Emin, outro nome importante da cena artística britânica, também foi doada para a instalação.

Destruição
O artista ficou conhecido em 2001 quando destruiu todas as suas posses como parte de uma exposição.

Na época, todos os cerca de sete mil objetos que possuía - de meias e discos a seu carro - foram destruídos.

Segundo Landy, o trabalho atual é uma celebração do fato de que todos os artistas têm dias ruins.

Ele disse esperar que o lixão seja gradualmente enchido nas próximas seis semanas para formar o que chamou de "um monumento ao fracasso criativo".

Além dos artistas que doaram trabalhos, o público também pode submeter trabalhos próprios para serem analisados.

"Boas obras de arte acabarão indo para o lixo, mas cabe ao artista decidir o que é fracasso", disse Landy.

A instalação Art Bin fica em cartaz na South London Gallert até o dia 14 de março.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG