Arsenal explosivo desaparece na Faixa de Gaza

A maior parte de um arsenal de sete toneladas de bombas lançadas por Israel sobre a Faixa de Gaza e que não chegaram a explodir desapareceu antes que peritos da ONU pudessem desativá-las, de acordo com informações apuradas pela BBC. Entre os explosivos, lançados por Israel durante a ofensiva encerrada em janeiro, há bombas atiradas de aviões e projéteis contendo fósforo branco - um composto incendiário proibido que foi utilizado por Israel.

BBC Brasil |

Representantes da ONU estão no momento tentando rastrear o paradeiro dessas armas e pediram que elas sejam devolvidas.

Israel acusa o Hamas, facção palestina que controla a Faixa de Gaza e que estava guardando o arsenal, de ser responsável pelo desaparecimento das armas.

Um equipe da ONU está em Gaza desde o final da ofensiva israelense para realizar o trabalho de localizar armas que não explodiram e realizar sua desativação com segurança.

No dia 2 de fevereiro, o grupo da ONU foi autorizado a ter acesso a um depósito na cidade de Gaza onde os explosivos estavam sendo guardados.

Entre eles havia três bombas de cerca de 900 kg e oito de aproximadamente 230 kg que haviam sido jogadas de aeronaves israelenses, e também muitos projéteis usados com fósforo branco.

Muitos dos explosivos haviam sido recolhidos pelo próprio Hamas na Faixa de Gaza.

A equipe da ONU estava esperando autorização do Exército israelense para levar um equipamento especial para a Gaza a fim de destruir os explosivos com segurança.

Os funcionários das Nações Unidas também aguardavam uma resposta positiva ao pedido de usar duas áreas consideradas seguras para jogar os restos dos explosivos.

Mas, no domingo, os peritos voltaram ao depósito e descobriram que a maior parte dos explosivos havia desaparecido.

Israel bombardeou a Faixa de Gaza durante 22 dias em dezembro e janeiro. Segundo um balanço palestino, a ofensiva matou mais de 1,3 mil moradores de Gaza e feriu outros 5,3 mil.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG