Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Arqueólogos israelense encontram brinco de ouro de 2 mil anos de antiguidade

Jerusalém, 10 nov (EFE).- Arqueólogos israelenses encontraram em um sítio de escavações de Jerusalém um brinco de ouro, pérolas e esmeraldas com mais de dois mil anos de antiguidade e em perfeito estado de conservação, informou à Agência Efe a Autoridade de Antiguidades de Israel.

EFE |

"O brinco foi encontrado nas ruínas de um complexo bizantino do século V, mas é de uma época anterior, do período romano (entre os séculos I e IV)", disse à Efe o arqueólogo Doron Ben-Ami, diretor da escavação de Givati Car Park, na cidade de Jerusalém - localidade na qual a jóia foi encontrada.

Segundo este especialista, a relevância da descoberta está no fato de "não ser habitual encontrar objetos do período romano em Jerusalém fora da Cidade Antiga e também de não se costumar encontrar objetos de luxo fora dos lugares nos quais viviam as pessoas ricas".

Além disso, é surpreendente a boa preservação do brinco, que "está em uma condição excelente", declara Ben-Ami.

O fato de uma jóia da época romana estar em um complexo bizantino se explica pelo fato de "os objetos valiosos passarem de geração para geração".

A jóia consta de três pérolas e duas esmeraldas incrustadas em uma estrutura de ouro e é, segundo Ben-Ami, "surpreendentemente parecida" aos adornos da mesma época achados em pinturas dos tumbas de múmias de Fayum (no Egito). EFE aca/fal

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG