Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Arqueólogos desenterram cabeça de imperatriz romana

Arqueólogos encontraram na Turquia a cabeça de mármore colossal de uma imperatriz romana. De acordo com os indícios encontrados, os especialistas acreditam que a peça mostre o rosto de Faustina, a Velha, que foi casada com o imperador Antonino Pio.

BBC Brasil |

A cabeça foi desenterrada de um sítio arqueológico na antiga cidade de Sagalassos, no sudoesta da Turquia, onde, no ano passado, foi encontrada uma estátua gigante do imperador romano Adriano.

A peça de mármore foi encontrada a apenas seis metros de onde a estátua de Adriano foi retirada.

O rosto de Faustina estava virado para baixo, enterrado nas ruínas de termas romanas parcialmente destruídas por um terremoto entre os anos 540 e 620 d.C.

Sagalassos era um centro urbano importante do império romano, mas foi abandonado após ser atingido por vários abalos sísmicos.

A equipe liderada pelo arqueólogo Marc Waelkens, da Universidade Católica de Leuven, na Bélgica, tem escavado o local desde 1990.

No início, os escavadores suspeitaram que se tratava de uma estátua da mulher de Adriano, Vibia Sabina, que foi forçada a se casar com ele aos 14 anos.

Mas ao virarem a cabeça, perceberam que a peça tinha feições muito diferentes das descrições de Sabina por causa dos lábios mais carnudos e penteado diferente.

Frigidário
Segundo os especialistas, tudo indica que a cabeça retrate Faustina, que viveu um casamento feliz de 31 anos com o sucessor e filho adotivo de Adriano, Antonino Pio.

A imperatriz era muito respeitada principalmente devido a seus trabalhos de caridade.

Há relatos de que depois de sua morte, em 141 d.C, seu marido a tenha venerado como deusa.

O local onde as estátuas de Faustina e Adriano foram encontradas era provavelmente um frigidário, um sala com uma piscina de água fria, onde romanos se banhavam após mergulhar nas termas.

O sítio arqueológico faz parte de um complexo de termas que está sendo cuidadosamente escavado pelos especialistas.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG