Arqueólogos descobrem estatueta funerária e um cartucho de faraó em tumba

Cairo, 10 abr (EFE).- Uma equipe de arqueólogos egípcios descobriu no túmulo do faraó Seti I no Vale dos Reis em Luxor, sul do Egito, o cartucho do rei e uma estatueta funerária, anunciou hoje o ministro de Cultura egípcio, Farouk Hosni.

EFE |

Em comunicado, Hosni explicou que os dois objetos foram encontrados no corredor do túmulo de Seti I (1294-1279 a. C.) no complexo monumental do Vale dos Reis, onde estão enterrados alguns dos principais faraós egípcios.

A estatueta é um figura "ushabti" de quartzo, normalmente coloca nos túmulos dos faraós com a intenção de ajudar em trabalhos manuais na vida após a morte.

O cartucho (ou cartela) consiste em um medalhão de forma ovalada com o hieróglifo do faraó, que permitia identificar o rei enterrado no túmulo.

O secretário-geral do Conselho de Antiguidades Egípcias, Zahi Hawass explicou que o descobrimento foi efetuado pela primeira missão arqueológica egípcia no Vale dos Reis, após dois séculos de monopólio estrangeiro.

Hawas acrescentou que também acharam na câmara funerária duas vasilhas de argila e fragmentos das pinturas que adornavam as paredes do túmulo.

Durante o processo de limpeza da câmara, os arqueólogos egípcios descobriram, além disso, que seu corredor mede 136 metros e não 100 metros, como o descobridor da tumba, o italiano Giovanni Battista Belzoni (1778-1823), havia afirmado. EFE ssa/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG