Armênia se torna principal rota de evacuação de estrangeiros da Geórgia

Yerevan, 11 ago (EFE) - O cancelamento de vôos internacionais até a capital georgiana, Tbilisi, transformou a Armênia na principal via para evacuar de cidadãos estrangeiros da Geórgia no meio do conflito armado com a Rússia. O Ministério de Exteriores armênio informou hoje que, desde o começo dos confrontos na Geórgia, há quatro dias, entraram por terra na Armênia desde o país vizinho 7.500 cidadãos armênios e mais de dois mil estrangeiros.

EFE |

Entre os evacuados estão 700 cidadãos russos, assim como de outros países, incluindo diplomatas, representantes de organizações internacionais e membros de suas famílias, disse à imprensa o porta-voz da Chancelaria, Tigran Balayan.

Gayane Davtian, porta-voz do Departamento Central de Aviação Civil da Armênia, disse que o aeroporto da capital armênia, Yerevan, recebe vôos adicionais originariamente destinados a Tbilisi e de países que enviam aviões para recolher os cidadãos procedentes da Geórgia.

Ele explicou que domingo à noite, o aeroporto de Zvartnots recebeu os vôos de Frankfurt, Atenas e Kiev com destino a Tbilisi, assim como um avião militar polonês que recolherá os cidadãos desse país evacuados da Geórgia.

Outro avião militar, desta vez italiano, pousou com o mesmo fim em outra cidade armênia, Giumri.

Em Zvartnots é esperado também outro avião polonês, que trará ajuda humanitária para a Geórgia e evacuará seus cidadãos, assim como vôos desde Estônia, Letônia e Eslováquia.

Nana Avetisova, porta-voz da companhia aérea armênia Armavia, disse que a empresa está disposta a organizar, em caso de necessidade, vôos charter adicionais para os evacuados.

No entanto, destacou que a maioria de países prefere enviar para isso aviões próprios. EFE at/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG