Yerevan, 3 ago (EFE).- As autoridades da Armênia negaram hoje as informações da imprensa de que o avião iraniano que caiu em meados de julho, matando seus 168 ocupantes, transportava em segredo armas destinadas ao grupo xiita libanês Hisbolá.

"Estas informações não correspondem à realidade, são totalmente infundadas. Em aviões de passageiros não pode haver armas", declarou o Departamento Central de Aviação Civil da Armênia (DCACA).

Em 15 de julho, um avião operado pela companhia aérea iraniana Caspian Airlines que seguia para a capital da Armênia caiu minutos após decolar do aeroporto de Teerã.

Alguns meios de comunicação disseram que o acidente foi provocado por uma explisão no compartimento de bagagens, onde supostamente estava o armamento destinado ao Hisbolá.

Um jornal italiano chegou a afirmar que as armas e detonadores que supostamente estavam no bagageiro do avião depois seriam transportados em segredo seguindo a rota Armênia-Turquia-Síria-Líbano. EFE at/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.