San José, 21 fev (EFE).- O presidente da Costa Rica, Óscar Arias, viajou hoje ao México para a cúpula do Grupo do Rio, onde pedirá a seus colegas americanos para que reconheçam o Governo eleito hondurenho.

Arias, que estará acompanhado da presidente eleita de Costa Rica, Laura Chinchila, declarou à Agência Efe que insistirá no assunto de Honduras porque o eixo central da reunião é a união entre os países latino-americanos.

O líder costarriquenho, que deixará o poder em 8 de maio, afirmou que "é muito difícil esperar uma maior unidade entre a comunidade latino-americana ao excluir um país que recentemente elegeu, em eleições limpas e transparentes, um presidente como Porfirio Lobo".

Arias ressaltou que não se pode culpar Lobo pelo golpe de Estado que tirou Manuel Zelaya do poder em junho do ano passado.

"Me parece que o lógico é virar essa página e analisar as possibilidades para que todos os países do continente reiniciem suas relações com o novo Governo o mais rapidamente possível", insistiu.

EFE nda/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.