Argentinos começam a votar para renovar o Congresso

Cerca de 28 milhões de eleitores argentinos começam a votar neste domingo para renovar parcialmente as cadeiras do Congresso Nacional - a metade da Câmara de Deputados e um terço do Senado, num pleito considerado uma espécie de termômetro para as eleições presidenciais. Serão observadas, nele, a indicação de tendências e candidatos favoritos. A eleição presidencial na Argentina está prevista para 2011.

AFP |

Por ser realizado na metade da gestão presidencial é considerado um teste ou uma espécie de plebiscito sobre o governo.

A maior batalha eleitoral acontece na província de Buenos Aires, que concentra quase 40% do total dos eeitores.

Um dos primeiros candidatos a votar foi o ex-governador da província de Santa Fé (centro) e candidato a senador Carlos Reuteman, que lidera a chapa do peronismo dissidente na província e cuja vitória poderia lançá-lo para disputar a presidência em 2011.

Os resultados oficiais começarão a ser divulgados três horas depois do encerramento das eleições (21h00 locais, 24h00 GMT).

jos/pz/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG