Buenos Aires, 25 mai (EFE).- O Governo argentino condenou hoje do modo mais enérgico o teste nuclear realizado pela Coreia do Norte.

"A Coreia do Norte ignorou os apelos da comunidade internacional, fazendo novos lançamentos de mísseis balísticos", denunciou a Chancelaria argentina em comunicado.

O Governo argentino pediu à Coreia do Norte para retomar "a via do diálogo e da negociação", especialmente através do processo de conversas que envolvem Estados Unidos, Rússia, China, Japão e Coreia do Sul.

Argentina, "no marco da política de constante respeito ao multilateralismo, se une ao Conselho de Segurança (CS) das Nações Unidas e pede que a Coreia do Norte se submeta ao Tratado de Não-Proliferação Nuclear", concluiu o comunicado.

O regime comunista norte-coreano informou hoje que fez o segundo teste nuclear, que causou uma explosão de 20 quilotons de potência, e que lançou três mísseis de curto alcance. EFE mar/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.