BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina registrou nesta quinta-feira a quinta morte no país pela gripe H1N1, a maior quantidade de vítimas fatais pela doença na América do Sul. Segundo o último balanço oficial, o total de casos confirmados da doença no país é 918.

"Era um garoto de 15 anos (...) com um quadro de pneumonia. Morreu ontem (quarta-feira) e hoje o (instituto) Malbrán confirmou que tinha a gripe A", disse à Reuters um porta-voz do Ministério da Saúde da província da Buenos Aires, onde morreu a vítima.

Das quatro mortes anteriores, três foram na província de Buenos Aires e o restante ocorreu na cidade de Buenos Aires.

A cepa apareceu em abril no México e nos Estados Unidos e na semana passada a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a primeira pandemia de gripe desde 1968 e elevou seu alerta para a fase 6, o que significa que a doença está se expandindo geograficamente.

(Reportagem de Nicolás Misculin)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.