Argentina registra 137 mortes por gripe H1N1

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina registrou nesta terça-feira um total de 137 mortes causadas pela nova gripe e tornou-se o segundo país do mundo com maior quantidade de vítimas fatais pela epidemia. O Ministério da Saúde registrou 43 novos casos mortais e um total de 3.056 infectados no país sul-americano.

Reuters |

A gripe H1N1 foi detectada no México e nos Estados Unidos em abril. Atualmente, os EUA são o país com o maior número de mortos, com 170. O México tem 119, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo o ministério, o Chile, vizinho da Argentina, registra 25 mortos pela nova doença, conhecida popularmente como gripe suína.

(Reportagem de Damián Wroclavsky)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG