Buenos Aires, 9 abr (EFE).- Dirigentes socialistas latino-americanos começaram hoje em Buenos Aires uma reunião que debaterá, entre outros temas, alternativas para limitar o impacto da crise nas economias locais e o estado das instituições democráticas na região.

O PDT é uma das legendas presentes ao encontro, junto com o Partido Socialista argentino e a União Cívica Radical (UCR), também da Argentina; a Frente Farabundo Martí, de El Salvador; o Partido da Revolução Democrática, do México (PRD); e a Ação Democrática, da Venezuela, entre outras.

A reunião foi convocada pelo Comitê da Internacional Socialista para a América Latina e o Caribe e se deterá também nas situações de Chile e Haiti após os devastadores terremotos que castigaram ambos os países.

A reunião de Buenos Aires permitirá aos dirigentes socialistas da região estudar alternativas que permitam limitar os efeitos da crise e impulsionar paralelamente políticas de bem-estar social.

Também estão na agenda do encontro debates sobre o papel do Estado e o fortalecimento das instituições democráticas na zona.

A reunião termina amanhã com a aprovação de uma declaração final na qual o Comitê expressará seu apoio à Argentina na disputa com o Reino Unido pela soberania das ilhas Malvinas. EFE mar/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.