Tamanho do texto

Lima, 1 mai (EFE).- A cidadã argentina que era mantida isolada em um hospital da capital peruana sob a suspeita de portar o vírus AH1N1, que causa a gripe suína, recebeu hoje alta, informou o diretor regional de saúde de El Callao, José del Carmen.

Ele afirmou que Alejandrina Coche, de 27 anos, saiu do hospital após todos os testes clínicos aos quais foi submetida darem negativo e atualmente repousa em um local cujo endereço não quis revelar.

A embaixada argentina foi comunicada da notícia e coordena a viagem de volta da jovem.

O diretor regional de saúde de Del Callao, região onde ficam tanto o aeroporto de Lima quanto o hospital onde Coche estava internada, afirmou que a suspeita de que a argentina levava o vírus da gripe suína foi devido ao grave quadro de gripe comum que apresentou ao chegar ao aeroporto de Lima. EFE fcg/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.