Militantes de esquerda que se manifestavam na Praça de Maio, em frente à Casa Rosada, sede do governo argentino, se envolveram em enfrentamentos nesta segunda-feira com policiais, em incidente que ainda não teve o balanço de feridos e detidos informado.

Dezenas de manifestantes das organizações Quebracho e Polo Obrero foram dispersados a golpes de cassetete pela polícia quando tentavam armar uma tenda no histórico passeio de Buenos Aires, para pedir um aumento do auxílio-desemprego do Governo.

Um jornalista do canal Crónica Televisión foi ferido quando registrava imagens da briga, que teve luta corporal entre manifestantes e policiais.

Os militantes atiraram coquetéis molotov, que atingiram pelo menos um veículo que estava parado na rua.

jos/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.