Argentina pede que UE seja generosa em negociações comerciais com A.Latina

Lisboa, 10 jul (EFE).- A União Européia (UE) deve ajudar no desenvolvimento da América Latina com negociações comerciais generosas e equilibradas, e fortalecendo as relações multilaterais, afirmou hoje o Ministérios das Relações Exteriores da Argentina, Jorge Taiana.

EFE |

O chanceler fez esta afirmação durante sua visita oficial a Portugal, perante um grupo de embaixadores latino-americanos reunidos em um ato na Fundação Mário Soares, onde também lamentou a polêmica diretiva para a deportação de imigrantes recém-aprovada pela UE.

Taiana disse que a UE não mantém um ponto de vista justo nas negociações comerciais com o Mercosul na chamada Rodada de Doha, que pretende liberalizar o comércio mundial.

O chanceler lembrou que a Rodada de Doha é uma oportunidade "única" para um "acordo equilibrado" entre seus participantes e melhorar o comércio atual entre os países ricos e as economias emergentes.

Em sua intervenção, Taiana cobrou da UE uma visão ampla sobre a América Latina, que vá além dos aspectos puramente comerciais e contemple também uma sociedade de "valores e princípios", como os da liberdade, da democracia e dos direitos humanos.

Além disso, pediu ao bloco europeu que leve em conta que eliminar as desigualdades e favorecer a integração são uma prioridade na América Latina, razão pela qual recomendou a aceleração da transferência de tecnologia e um aumento nos investimentos e na cooperação. EFE abm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG