Argentina: novo ministro da Economia estatizou previdência

Amado Boudou, o novo ministro argentino da Economia, tem origem liberal, mas liderou o processo de reestatização do sistema de aposentadorias na Argentina, promovido pela presidente Cristina Kirchner.

AFP |

Doutorado em Economia no Centro de Estudos Macroeconômicos Argentino (CEMA), Boudou, 46 anos, assumiu em 2008 a direção da Administração Nacional de Previdência Social (ANSES), de onde administrou a estatização dos fundos privados de aposentadoria.

Na ANSES, Boudou também foi encarregado de desenhar uma série de linhas de crédito para a compra de automóveis, eletrodomésticos e casas.

Licenciado em Economia na estatal Universidade Nacional de Mar del Plata (sul), Boudou tem mestrado em Economia na CEMA e estudou administração pública na Universidade de Bologna, em Buenos Aires.

Secretário da Fazenda e Finanças do Município da Costa - que reúne vários balneários da Costa Atlântica argentina - a partir de 2003, Boudou também foi gerente de Orçamento e Controle de Gestão da ANSES, entre 2001 e 2003.

ls/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG