Argentina: mais uma testemunha da ditadura está desaparecida

Orlando Argentino González, sobrevivente dos centros clandestinos de extermínio da ditadura argentina (1976-1983) e testemunha em julgamentos por crimes de lesa humanidade, desapareceu terça-feira antes de depor em uma procuradoria, denunciou nesta quarta-feira sua advogada.

AFP |

"(González) Está desaparecido há 28 horas. Ele devia se apresentar nesta quarta-feira ante a Procuradoria Federal de Tucumán (norte do país). Ele vinha sofrendo ameaças constantes há uma semana", disse a advogada Laura Figueroa, em comunicado nesta quarta-feira.

O caso de González, um ex-cultivador de cana-de-açúcar em Tucumán, é parecido com o de Julio Jorge López, um antigo pedreiro e militante do peronismo que tinha 77 anos quando desapareceu em 2006.

López foi testemunha em um julgamento contra o ex-delegado da ditadura Miguel Echecolatz por graves violações dos direitos humanos.

dm/lm/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG