Argentina investiga rede que falsificava passaportes

As autoridades na Argentina disseram ter descoberto uma operação de falsificação de passaportes italianos que movimentava milhões de dólares. Entre as várias pessoas investigadas estão jogadores de futebol profissionais.

BBC Brasil |

Acredita-se que eles usavam os passaportes falsos para burlar o limite da liga italiana para o número de jogadores estrangeiros de fora da União Européia que jogam no país.

O escândalo foi revelado quando o cônsul italiano em Buenos Aires não reconheceu as assinaturas em passaportes italianos emitidos pela sua própria representação.

O juiz Norberto Oyarbide lançou uma investigação em novembro que resultou em centenas de batidas da polícia em várias partes da Argentina no sábado. Quarenta pessoas foram presas.

Não são apenas jogadores de futebol que estão se beneficiando da operação, dizem as autoridades argentinas, mas eles são os que estão chamando mais a atenção no caso.

Vários jogadores com antepassados italianos poderiam conseguir o passaporte por vias legais, mas isso pode levar meses ou anos. Um documento ilegal podia ser obtido em poucos dias ao custo de US$ 30 mil.

Também está chamando a atenção das autoridades uma pequena cidade no sul da Itália, Fagnano Castello, pois ela consta como local de nascimento dos bisavós de vários jogadores em muitos dos documentos falsos apreendidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG