Argentina expulsa bispo que nega o Holocausto

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina deu na quinta-feira dez dias para que o polêmico bispo católico ultraconservador Richard Williamson deixe o país, numa decisão que foi celebrada pela comunidade judaica local. Em nota à imprensa, o Ministério do Interior informou que o bispo de origem britânica ganhou notoriedade pública depois de suas declarações antissemitas a um meio sueco, nas quais pôs em dúvida que o povo judeu teria sido vítima do Holocausto.

Reuters |

O governo disse que as considerações do bispo "agridem profundamente a sociedade argentina, o povo judeu e a humanidade toda, pretendendo negar uma comprovada verdade histórica".

Williamson, que recebeu uma avalanche de críticas por suas declarações, chegou a ser afastado no começo do mês do seu cargo em um seminário da Argentina. No mês passado, o papa Bento 16 irritou judeus e católicos progressistas ao rever a excomunhão de Williamson e de três outros sacerdotes tradicionalistas.

Desde então, o Vaticano ordenou que o prelado se retrate publicamente das suas declarações, mas Williamson afirmou recentemente a um veículo de comunicação alemão que primeiro tem de revisar a evidencia histórica antes de considerar um pedido de desculpas.

A Igreja diz que o papa não estava ciente da negativa de Williamson quando decidiu eliminar a condenação que pesava sobre o religioso.

A decisão foi aplaudida pela comunidade judaica da Argentina, uma das mais importantes fora de Israel.

"Celebramos a declaração do governo nacional quando disse que ofende não só a comunidade judaica, mas também a sociedade argentina e a humanidade toda, levando em conta que foi o momento mais obscuro e de maior horror de toda a humanidade", disse Aldo Donzis, titular da Delegação de Associações Israelitas da Argentina (Daia).

A embaixada de Israel em Buenos Aires e a entidade judaica Amia foram vítimas em 1992 e 94 de dois atentados que mataram mais de cem pessoas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG