Argentina estenderá soberania sobre Antártida e ilhas Malvinas

Buenos Aires, 1 set (EFE).- A Argentina exercerá seu direito de estender sua jurisdição ao leito marítimo da Antártida e às ilhas Malvinas, arquipélago cuja soberania disputa com o Reino Unido, confirmou o ministro das Relações Exteriores argentino, Jorge Taiana.

EFE |

"Nós entendemos que esses territórios são argentinos", disse Taiana em declarações publicadas hoje pelo jornal "Clarín", em referência à apresentação que a Argentina fará junto à Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar.

Taiana destacou que a Argentina "apresentará uma objeção e protestará" no previsível caso de o Reino Unido defender a soberania da plataforma marinha das ilhas Malvinas, Geórgia do Sul e Sandwich do Sul, entre outros territórios em disputa.

O chanceler disse que a Argentina apresentará a documentação para fundamentar seus direitos tanto nos arquipélagos do Atlântico Sul quanto no continente antártico e lembrou que isso já foi feito por alguns países signatários do Tratado da Antártida, que declarou esses territórios como patrimônio da humanidade.

"Estamos definindo o limite da reivindicação. Formalmente, estamos dizendo o que é nosso, por que não poderíamos fazê-lo?", questionou o diplomata.

Segundo Taiana, o Governo argentino tem até 13 de maio de 2009 para apresentar a reivindicação à Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar.

O chanceler afirmou que fazer isso antes dessa data "não traz nenhuma vantagem", mas a Argentina entregará a documentação "um pouco antes" do vencimento do prazo.

As Malvinas, a 400 milhas náuticas do território argentino, foram ocupadas pelos britânicos em 1833 e, por sua posse, Argentina e Reino Unido travaram uma guerra de 72 dias em 1982 na qual 255 militares britânicos e 650 soldados argentinos morreram. EFE alm/wr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG