Argentina envia ajuda à Patagônia diante das perdas pelo vulcão Chaitén

Buenos Aires, 10 mai (EFE).- O Governo argentino se comprometeu hoje a enviar ajuda às zonas da Patagônia atingidas pelas cinzas do vulcão chileno Chaitén, que causou novamente hoje o cancelamento de vôos e outros serviços.

EFE |

O Executivo fornecerá ajuda no setor de criação de gado e agrícola, e para isso ampliará a porcentagem de exportação para os frigoríficos e implementará um esquema de compensações pelas perdas percebidas na compra de forragens e outros elementos para a produção.

Especialistas recomendaram hoje "manter a calma e não se assustar" diante da persistência das cinzas em povoados argentinos.

De qualquer forma, o relatório dos especialistas adverte que "existem na região vários vulcões ativos, situados em território chileno, que poderiam ter atividade a qualquer momento".

O Serviço Meteorológico Nacional (SMN) informou hoje que continua a persistência de cinzas vulcânicas sobre Buenos Aires, Neuquén, Río Negro e Chubut, mas as localidades mais afetadas são as localizadas nestas duas últimas províncias, do lado da cordilheira dos Andes.

Os efeitos do vulcão chileno Chaitén também chegaram ao Uruguai, onde vários vôos foram cancelados ontem devido às cinzas que estão suspensas no ar na zona, ao leste de Montevidéu. EFE ms/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG