Argentina e Chile começam patrulhas navais conjuntas na Antártida

Buenos Aires, 15 nov (EFE).- As Forças navais de Argentina e Chile começaram hoje a temporada da Patrulha Antártica Naval Combinada (Panc) entre os dois países, único serviço de assistência à navegação na região da Antártida.

EFE |

Fontes da Marinha Argentina informaram hoje que navios dos dois países vão se complementar para patrulhar as águas do Oceano Atlântico antes do previsto, pois se multiplicou a quantidade de navios científicos e turísticos que navegam em torno da Antártida.

"Após dez anos combinados e ao notar que nos últimos a temporada de navios de passageiros foi ampliada, os dois países decidiram estender" as patrulhas, declarou o contra-almirante Daniel Martín, chefe da base naval da Argentina em Ushuahia, a cidade mais austral do mundo.

Neste sentido, afirmou que as tarefas conjuntas se ampliaram em 30 dias, começando 15 dias antes e indo até 15 de março do próximo ano. Normalmente elas terminam no fim de fevereiro.

Martín disse à agência argentina "Télam" que estas tarefas conjuntas têm "quatro fases de aproximadamente um mês cada uma" e começaram com a embarcação chilena 'Lautaro', que já partiu em direção à Antártida. EFE alm/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG