Argentina e Brasil discutem entraves comerciais para enfrentar a crise

A Argentina e o Brasil discutirão quinta-feira alternativas para superar os entraves comerciais por medidas restritivas mútuas no contexto da crise mundial, com a determinação de preservar seus fortes laços políticos, disseram nesta terça-feira fontes diplomáticas.

AFP |

"Diante da crise tão impressionante não há setores que não precisem dos cuidados de Brasil e Argentina. Temos necessidade estratégica de continuar trabalhando junto", disse à AFP uma fonte da chancelaria argentina, sem se identificar, sobre o encontro que terão representantes dos dois países depois de amanhã em Buenos Aires.

Segundo um diplomata brasileiro, que também falou à AFP sob condição de anonimato, o Brasil defende uma postura mais política e de longo prazo que não pode ser afetada pela crise que abala a economia mundial.

"Uma conjuntura de dificuldades comerciais não pode colocar em risco a consolidação dos projetos regionais de integração", destacou esta fonte.

O encontro, que será liderado do lado argentino pelo secretário de Relações Econômicas Internacionais, Alfredo Chiaradía, estava previsto para quarta-feira, mas foi adiado para quinta, indicaram fontes oficiais em Buenos Aires.

"Serão abordados todos os temas relacionados ao comércio, incluindo licenças, procedimentos antidumping e, sobretudo, serão analisadas estratégias para evitar desvios de comércio (para países terceiros) em decorrência da crise", disse Eduardo Sigal, subsecretário da Integração Americana e Mercosul.

A reunião foi marcada em 17 de fevereiro, após um encontro entre chanceleres, ministros da Fazenda e funcionários do Comércio Exterior no Brasil, no qual discutiram medidas que entravam o comércio bilateral, mas com a falta de entendimento criaram equipes técnicas para a negociação.

A Argentina teve um déficit comercial de 4,344 bilhões de dólares com o Brasil, mas em dezembro passado o resultado negativo foi de apenas 64 milhões, o nível mais baixo desde 2004, influenciado pela recessão.

lt/dm/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG