Argentina decreta feriado sanitário para frear avanço da gripe suína

O governo argentino decretou nesta sexta-feira um feriado sanitário para a administração pública nacional, que atinge em parte o setor privado, numa tentativa de frear o avanço da gripe suína, que já causou 82 mortes no país.

AFP |

Apesar disso, o opositor governo da capital argentina resolveu não aderir à proposta nacional. Os funcionários públicos trabalharam normalmente, mas alguns bancos e financeiras privadas permaneceram fechados como a maior parte do comércio da cidade.

O ministro da Saúde, Juan Manzur, enfatizou que o vírus mostrou um retrocesso na capital, periferia e distritos mais povoados, apesar de ainda registrar mais contágios no interior do país.

A Argentina está em terceiro lugar em número de falecidos por país, atrás dos Estados Unidos (170) e do México (121).

sa/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG