Argentina confirma 337 mortes pela gripe

Buenos Aires, 5 ago (EFE).- O Governo argentino informou hoje que subiu para 337 o número de mortos pela gripe suína no país, mas considerou que o número de casos é descendente.

EFE |

"São 337 os mortos confirmados pela gripe. Um número similar está sob avaliação e seguramente corresponderá a este vírus", disse o secretário de Promoção e Programas Sanitários do Ministério da Saúde local, Máximo Diosque.

A Argentina é o segundo país com maior número de mortos pela gripe, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, que somam 353 óbitos.

Em relação aos casos confirmados, Diosque declarou ao canal "Todo Noticias" que "762.711 pessoas tiveram gripe suína e doenças tipo influenza".

"Além disso, 93% da influenza que circula no país é A (H1N1)", explicou.

A Argentina prevê a compra de dez milhões de doses da vacina que está sendo desenvolvida para combater a gripe, informou hoje o comitê de crise criado pelo Governo.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE hd/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG