Argentina celebra primeiro casamento entre mulheres no país

Lei que permite a união homossexual foi sancionada no último dia 21

EFE |

Claudia Baéz e Cristina Medina foram neste sábado as primeiras mulheres a se casarem oficialmente na Argentina depois da sanção da lei que permite a união homossexual no país, no último dia 21.

Juntas há seis anos, Claudia e Cristina se casaram hoje de manhã em um cartório da cidade de Río Gallegos, no sul da Argentina.

Sem vestidos de noiva, mas com a tradicional troca de alianças, as duas deram um emocionado "sim" em uma singela cerimônia que oficializou a que já tinham realizado de forma simbólica no ano passado.

Pouco depois, na cidade de Rosário, Martín Peretti e Oscar Marvich se casaram. Assim como outros 100 casais do mesmo sexo na Argentina, Martín e Oscar tinham recorrido à Justiça antes da sanção da nova lei para tentar casar no registro civil, mas não receberam permissão para tanto.

Martín, de 36 anos, e Oscar, de 32, que estão juntos há sete anos, celebraram a oficialização de sua união com uma grande festa para mais de 200 convidados.

Antes da reforma legal, nove casais do mesmo sexo conseguiram casar na Argentina por meio de recursos judiciais, mas alguns dos enlaces foram posteriormente anulados.

    Leia tudo sobre: casamento homossexual

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG