Argentina, Brasil e Colômbia lamentam falta de diálogo na crise boliviana

Os governos da Argentina, Brasil e Colômbia, mediadores de um diálogo interpartidário na Bolívia, lamentaram neste sábado que até o momento a crise política neste país não tenha sido resolvida, segundo um comunicado conjunto divulgado em La Paz.

AFP |

"O Grupo de Países Amigos lamenta a falta de condições, até o momento, para que se concretize um diálogo e um acordo nacional", afirmou o manifesto divulgado pelas delegações diplomáticas dos três países.

Os três países fizeram um "enfático pedido a todos os setores políticos da Bolívia para que contribuam para a viabilização de um diálogo amplo e consistente, voltado para a solução das dificuldades que afetam o país".

O vice-presidente boliviano Alvaro García adiou uma conversa com partidos de oposição, orientado a atenuar a crise política, para depois do referendo revocatório de mandatos de autoridades do próximo dia 10 de agosto.

O referendo foi convocado em meio a uma forte crise entre o governo, que apóia uma nova Constituição de corte estadista, e a oposição que deseja a autonomia dos departamentos liberais.

jac/cl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG