Argentina abre audiências no litígio contra Uruguai por causa de papeleira

Haia, 13 set (EFE).- A Argentina abre amanhã na Corte Internacional de Justiça (CIJ) a primeira rodada de audiências públicas no litígio contra o Uruguai por causa da construção de uma fábrica de celulose nas margens do rio Uruguai.

EFE |

As audiências começarão às 6h (horário de Brasília) e a delegação de Buenos Aires começará a expor seus argumentos até às 9h, horário que se manterá até a próxima quinta-feira.

O Uruguai tomará a palavra na segunda-feira 21 e acabará sua apresentação na quinta-feira 24 de setembro, quando se dará por finalizada a primeira rodada das audiências.

A segunda rodada, com turnos de duas jornadas por país, começa em 28 de setembro e se prolonga até o dia 2 de outubro.

A fase escrita deste caso, quando os países apresentam suas respectivas memórias com os motivos da disputa, terminou no dia 29 de julho de 2008.

A Argentina levou o conflito sobre as papeleiras à CIJ em maio de 2006, com o argumento de que o país vizinho violou o tratado do Rio Uruguai, assinado em 1975, quando autorizou a construção de duas fábricas de celulose em sua margem do rio que divide ambos os países. EFE mr/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG