Argel, 12 nov (EFE).- O Parlamento argelino reunido em sessão extraordinária conjunta, em Argel, aprovou hoje o projeto de reforma constitucional proposto pelo presidente do país, Abdelaziz Bouteflika, que suprime a limitação de mandatos presidenciais e lhe permite se apresentar novamente às eleições.

Em voto por aclamação, 500 membros das duas câmaras do Parlamento votaram a favor da revisão da lei fundamental, enquanto 21 foram contra e 8 se abstiveram. EFE jg-sk/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.