Arcebispo anglicano de York pede Páscoa sem futebol

Londres, 12 abr (EFE).- O arcebispo anglicano de York, John Sentamu, criticou hoje a disputa de partidas do Campeonato Inglês no domingo de Páscoa, esquecendo a tradição religiosa do Reino Unido, ao lembrar que muitos clubes foram fundados pela Igreja.

EFE |

Em declarações ao dominical "News of the World", Sentamu - segundo clérigo mais importante da Igreja da Inglaterra, depois do arcebispo de Canterbury - reprovou que hoje a disputa das partidas entre Aston Villa e Everton, e Manchester City e Fulham.

O arcebispo acha que o domingo de Páscoa deveria ser tão importante quanto o Natal, e teria que ser dedicado à família.

Além disso, o clérigo ressaltou que, se não fosse pela ressurreição de Cristo na cruz, muitas equipes de futebol não estariam em campo hoje, e lamentou que o esporte tenha se transformado em um "negócio".

Sobre a origem dos clubes, que tiveram ligação com a igreja na fundação, o arcebispo perguntou se "esqueceram de sua história", pedindo que "lembrassem a fé de seus fundadores" e abandonassem "a amnésia sobre seu patrimônio".

Sentamu, ex-bispo de Birmingham, considerou que há "tempo e lugar" para o futebol, mas "22 pessoas atrás de uma bola não é tudo na vida".

Na semana passada, um grupo de líderes cristãos enviou uma carta à organização do Campeonato Inglês para expressar sua preocupação com a disputa de partidas no domingo de Páscoa, e pediu que o Governo que aplique ao futebol a lei que impede a abertura dos grandes supermercados nesse dia.

A Premier League argumentou que adiou o começo dos jogos para minimizar os problemas (bloqueio de ruas e segurança) e permitir que os fiéis fossem à missa. EFE pa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG