Árbitro diz que polícia paquistanesa deixou equipe do Sri Lanka desprotegida

LONDRES - O árbitro Chris Broad, filiado ao Conselho Internacional de Críquete (ICC, na sigla em inglês), disse que a polícia paquistanesa deixou a equipe de críquete do Sri Lanka desprotegida durante o ataque ocorrido nesta terça-feira em Lahore, no Paquistão.

Redação com agências internacionais |

AFP
Ônibus que levava a equipe foi alvo de disparos

Ônibus que levava a equipe foi alvo de disparos

Board, um ex-jogador inglês de críquete, seria o juiz da partida que a equipe do Sri Lanka iria disputar na terça-feira. Ele escapou do ataque sem ferimentos, mas disse que a polícia abandonou os veículos que levavam a delegação.

"Não havia nenhum policial por perto", afimou Broad em coletiva de imprensa em Londres. "Eles claramente deixaram o local e ficamos desprotegidos."

Já o chefe do Conselho Paquistanês de Críquete, Ijaz Butt, contestou as críticas de Broad. "Como ele pode dizer isso se policiais foram mortos [no ataque]?", questionou, dizendo que só faria outros comentários depois de falar com o árbitro.

Nesta quarta-feira, um grande número de paquistaneses foi ao local do ataque prestar homenagem às vítimas. Cartazes com as imagens dos policiais mortos no atentado foram colocados em meio às flores.

AP
Paquistaneses fazem homenagem às vítimas em Lahore

Paquistaneses fazem homenagem às vítimas em Lahore

De acordo com a polícia, um grupo de dez a 12 homens fortemente armados com granadas e metralhadores abriu fogo contra o ônibus e deixou pelo menos sete mortos e nove feridos - sete jogadores e dois integrantes da delegação.

Segundo a emissora Dawn, que disse ter ouvido fontes policiais, pelo menos 24 pessoas foram detidas em Lahore, suspeitas de envolvimento no ataque.

A polícia fez batidas em diferentes pontos da cidade, especialmente nos mercados, e apreendeu armas, granadas, munição e jaquetas para atentados suicidas, segundo a emissora.

(Com informações da AP e da BBC)

Leia também:


Leia mais sobre atentados

    Leia tudo sobre: atentados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG