Arábia Saudita avalia proibir casamento de garotas abaixo de 18

RIAD - A Arábia Saudita pode proibir o casamento para garotas abaixo de 18 anos, afirmou o ministro da Justiça do país, Mohammed al-Eissa, ao jornal Asharq al-Awsat.

Redação com Reuters |

O casamento de uma menina saudita de oito anos com um homem 40 anos mais velho provocou críticas internacionais. Questionado sobre o assunto, al-Eissa disse que "entre as opções que estão disponíveis (...) está a proibição do casamento para (pessoas) abaixo de 18 anos".

"Uma garota com menos de 18 anos normalmente não está apta para assumir a responsabilidade da família, especialmente se ela rapidamente der à luz (após o casamento)", disse ele.

A Arábia Saudita é uma sociedade patriarcal que aplica uma forma devotada de islã sunita que proíbe a mistura de homens e mulheres que não sejam parentes. Os pais têm o direito de casar seus filhos e filhas com quem escolherem.

Muitos clérigos sauditas defendem a prática de casar garotas menores de idade, argumentando que isso evita que elas fiquem solteiras quando forem mais velhas e a tentação de se envolverem em relacionamentos fora do casamento.

Nesta semana, um homem de 50 anos da pequena de cidade saudita de Onaiza concordou em se divorciar de uma menina de oito anos.

Leia mais sobre Arábia Saudita

    Leia tudo sobre: arábia saudita

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG