Arábia Saudita adverte Irã sobre eventual envolvimento na crise libanesa

O eventual apoio do Irã ao golpe de Estado no Líbano afetaria as relações entre Teerã e o mundo árabe, advertiu o ministro saudita das Relações Exteriores, príncipe Saud al-Fayçal.

AFP |

"As relações do Irã com todos os países árabes, e talvez com todos os países islâmicos, se veriam afetadas se o Irã apoiasse o golpe de Estado que aconteceu no Líbano", declarou o ministro em Riad.

"Não responderemos por respeito ao rei Abdallah da Arábia Saudita", disse o presidente iraniano em uma coletiva de imprensa.

AFP
AFP
Integrante do Hezbollah sorri após grupo tomar ruas de Beirute

"A declaração pode ter sido pronunciada em um momento de raiva. Vamos esperar que a raiva passe e depois iremos nos pronunciar", afirmou Ahmadinejad, que sugeriu que a declaração do ministro podia não refletir a do rei saudita.


Distúrbios e violência

O Líbano é cenário, desde 7 de maio, de violentos enfrentamentos entre os partidários da maioria parlamentar anti-síria e seguidores da oposição, liderada pelo Hezbollah xiita, que já deixaram até agora 61 mortos e cerca de 200 feridos em todo o país.

O Hezbollah, criado com o apoio do Irã no início dos anos 80, é acusado de receber apoio financeiro e militar de Teerã, apesar do país sempre afirmar que seu apoio é somente "moral".


Leia mais sobre: Líbano

    Leia tudo sobre: líbano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG