Arábia não reconhecerá Israel até que se retire de territórios árabes

A Arábia Saudita reconhecerá Israel somente se este deixar os territórios árabes ocupados e aceitar o princípio de dois Estados, afirmou nesta quarta-feira o porta-voz da Arábia Saudita.

AFP |

"Nossa posição é bem conhecida e corresponde a Israel avançar seriamente rumo ao processo de paz", declarou à AFP Usama Nugali, o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, depois dos apelos do emissário americano George Mitchell pedindo gestos positivos dos países árabes com relação a Israel.

"Como todos sabemos, Israel continua adotando medidas unilaterais para mudar, na área, os traços geográficos e demográficos através da construção de colônias e da expansão das que já existem", acrescentou o porta-voz saudita.

"A iniciativa de paz árabe é muito clara", destacou, acrescentando que "Israel deve se retirar dos territórios árabes, acabar com a ocupação e resolver os problemas do conflito".

"No plano de paz árabe", de inspiração saudita e adotado em 2002, "a normalização (com Israel) acontecerá assim que estes objetivos forem alcançados e não antes. Portanto, não podemos colocar a carroça na frente dos bois", insistiu Nugali.

Em sua recente visita à região, o enviado americano para o Oriente Médio pediu aos países árabes que façam gestos positivos com relação a Israel para criar um clima propício para as negociações de paz gerais com o Estado hebreu.

"Não pedimos a ninguém uma normalização completa nesta etapa. Reconhecemos que acontecerá mais tarde nesse processo", declarou Mitchell nesta segunda-feira após uma entrevista com o presidente egípcio Hosni Mubarak.

pmh/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG