Aquecimento global provocará crise por água potável nas Filipinas

Manila, 21 dez (EFE).- O aquecimento global afetará de forma grave a segurança do fornecimento de água potável das Filipinas através de secas assim como de inundações pela instabilidade do clima, segundo um novo relatório divulgado hoje por Greenpeace.

EFE |

A organização ambientalista afirma no estudo que o país sofrerá nos próximos anos uma série de períodos de carência de chuvas e fortes tufões que causarão danos irreparáveis na agricultura, saúde e economia.

O meteorologista Leoncio Amadore, autor do documento, lembrou que as Filipinas sofrem também riscos acrescentados como poluição, desmatamento e um crescimento demográfico excessivo para seus poucos recursos.

Segundo as previsões do relatório do Greenpeace, a crise de água chegará em 2025, quando se reduzirá em 65% a quantidade de água potável disponível por pessoa, se se mantiver o atual crescimento da população e o Governo continua sem tomar medidas para lutar contra a mudança climática.

Amadore disse que a prova irrefutável que se avizinha uma catástrofe foi a série de tempestades tropicais e tufões sofrida entre setembro e outubro o arquipélago, que causaram mais de mil mortos e danos multimilionários a colheitas e infraestruturas. EFE csm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG