Apuração final aponta vitória expressiva de presidente do Quirguistão

Moscou, 27 jul (EFE).- O presidente do Quirguistão, Kurmanbek Bakiyev, foi reeleito com 76,43% dos votos nas eleições realizadas na quinta-feira passada, segundo os dados oficiais definitivos divulgados hoje pela Comissão Eleitoral Central (CEC).

EFE |

"A favor de Kurmanbek Bakiyev votaram mais de 1.700.000 eleitores", disse uma fonte da CEC, segundo informou desde Biskek, a capital dessa antiga república soviética na Ásia Central, a agência russa "RIA Novosti".

O principal adversário de Bakiyev, o ex-primeiro-ministro e líder do Movimento Popular Unido, Almazbek Atambayev, obteve 8,39% dos votos.

A oposição quirguiz não reconhece os resultados do pleito e convocou manifestações de protesto para a próxima quarta-feira, com a intenção de reivindicar novas eleições.

Em plena votação, dois dos seis candidatos, Atambayev e o independente Zhenishbek Nazaraliev, anunciaram que se retiravam da disputa por considerar o pleito fraudulento.

A CEC tachou de "ilegal" a renúncia dos dois candidatos durante a votação, pois a lei eleitoral permite retirar a candidatura só até três dias antes do pleito.

Um relatório preliminar da missão de observadores da Assembleia Parlamentar da Organização para a Cooperação e Segurança na Europa (OSCE) e do Escritório para o Desenvolvimento de Instituições Democráticas (ODIHR) indicou que as eleições não cumpriram os padrões desse organismo.

Os observadores da pós-soviética Comunidade dos Estados Independentes (CEI) declararam que as eleições foram "livres e transparentes" e que durante sua realização "foram observados os direitos e liberdades constitucionais dos cidadãos".

Nas eleições participaram 79,38% do censo, estimado em 2,9 milhões de eleitores.EFE egw/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG