O Sim à nova Constituição votada no referendo de domingo na Bolívia registrava 59,64% frente aos 40,36% para o Não, ao final da apuração de 70,06% dos votos, informou a Corte Nacional Eleitoral (CNE) nesta terça-feira.

Os dados finais poderão ser conhecidos até o fim da semana, segundo a CNE.

O texto aprovado reforça o papel do Estado, consolida a nacionalização de recursos, permite a reeleiçãopresidencial (que potencialmente permitirá a Morales ficar no cargo até 2015), reforça os poderes ds indígenas, que compõem 47% dos 10 milhões de bolivianos.

rb/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.