Aprovada a imunidade judicial de Berlusconi

O Senado italiano votou na noite desta terça-feira o projeto de lei que dispõe sobre a imunidade penal dos quatro máximos dirigentes do Estado, entre eles o chefe del governo, Silvio Berlusconi.

AFP |

Os deputados italianos já haviam aprovado a moção no dia 10 de julho passado por ampla maioria, com 309 votos a favor, 236 contra e 30 abstenções.

A lei, apresentada pelo ministro de Justiça, Angelino Alfano, estabelece a "suspensão temporária" dos processos judiciais contra o presidente da República, os presidentes do Senado e da Câmara de Deputados, assim como do chefe de governo, Berlusconi que, na realidade é o único com contas pendentes na justiça.

Entre os julgamentos a serem suspensos, está o processo movido em Milão contra Berlusconi e seu ex-advogado britânico David Mills. O chefe do governo italiano é acusado de ter pagado 600.000 dólares a Mills em troca de falso depoimento no final dos anos 90.

fmi/es/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG