Forças americanas e afegãs realizaram uma das maiores apreensões de drogas no Afeganistão desde o início da ocupação do país em 2001, segundo informaram neste sábado militares dos EUA. A operação de quatro dias no sul do país resultou na morte de 60 militantes e a captura de cerca de 100 toneladas de drogas.

Entre as substâncias, estão ópio, sementes de papoula, morfina, heroína e haxixe, além de químicos para o refino. A grande maioria do ópio usado no mundo é produzido no sul do Afeganistão.

Os civis teriam sido retirados do mercado na da cidade de Marja na noite de sexta-feira, antes do lançamento de bombardeios aéreos que os americanos chamam de ataques de precisão.

Talebã
Relatos vindos da região falam de vítimas entre civis, mas os militares dos EUA negam que o ataque tenha deixado casualidades. Um porta-voz afegão disse que a alegação está sendo investigada.

Além da droga, teriam sido capturadas grandes quantidades de explosivos e armas.Militares americanos afirmaram que com a apreensão, uma operação chave da insurgência foi seriamente afetada.

Analistas dizem que, embora tenha proibido o plantio de drogas durante o período em que esteve no poder no Afeganistão, o Talebã financia nos últimos anos a maior parte de suas atividades com o comércio ilegal de ópio.

Marja fica na província sulista de Helmand, considerada reduto do Talebã e uma das mais violentas do país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.