Aposentado argentino retribui visita de amigo com bilhete da loteira premiado

Idoso de 77 anos presenteou amigo com bilhete no valor de 500 mil pesos (cerca de R$ 260 mil) para retribuir visitas em hospital

BBC Brasil |

selo

Quando resolveu agradecer a visita de um amigo com um bilhete de loteria, o aposentado argentino Alberto Castro não imaginou que seu presente valeria 500 mil pesos (cerca de R$ 260 mil).

Aos 77 anos, Castro cumpriu a promessa de presentear o amigo com um bilhete da loteria chamada de 'gordo de Natal', porque ele o visitou quando estava internado num hospital na cidade de Concórdia, na Província de Entre Ríos.

O aposentado, que é ex-funcionário de uma lotérica na cidade, disse que o gesto foi a forma que encontrou para agradecer "as visitas e as orações" do amigo. "Ele me apoiou emocional e espiritualmente e eu quis retribuir", afirmou.

"Eu estava internado, depois de ter sido submetido a uma operação de vesícula, e esse amigo me visitou. Como trabalhei 50 anos numa agencia lotérica, ele brincou: 'E o meu bilhete?'", recordou o aposentado.

'Feliz'

Assim que saiu do hospital, o aposentado pediu a uma sobrinha para comprar um bilhete da loteria estadual e que o entregasse ao amigo, cuja identidade não foi revelada.

Castro disse que ficou "feliz" ao saber o resultado do sorteio. E, apesar de viver com poucos recursos, disse que não quer nenhum centavo do prêmio. "Estou feliz. E, evidentemente, a sorte era para ele", disse.

O aposentado contou ainda que jamais tinha jogado na loteria e que nas únicas três vezes que comprou um cartão foi para presentear o amigo. "E o terceiro cartão foi este, o da sorte", disse.

A história foi publicada no jornal Diário Rio Uruguay, que identificou o dono do bilhete premiado como um sacerdote da paróquia local, e este teria sido o motivo para o aposentado manter o amigo no anonimato.

"Ele é uma pessoa que faz muitas obras beneficentes e tenho certeza de que saberá usar esse dinheiro", disse. A dona da casa lotérica que vendeu o bilhete premiado, Marita Ojeda, confirmou à imprensa local que Alberto Castro trabalhou na casa, mas que se aposentou por problemas de saúde.

    Leia tudo sobre: argentinaloteria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG