Aposentada é interrogada por manter corpo da mãe no freezer por 20 anos

LONDRES - Uma aposentada de Londres manteve o corpo da mãe escondido por 20 anos num freezer que tinha em casa para que as autoridades não descobrissem que ela havia passado a vida toda vivendo ilegalmente no país.

EFE |

Os vizinhos de Daulat Irani, de 83 anos, acham que a mãe da aposentada - cuja nacionalidade não foi divulgada - morreu de causas naturais e que a filha colocou o cadáver dela num saco de lixo e depois introduziu-o no freezer que tinha na garagem de casa, informa hoje o vespertino "Evening Standard".

"Ela é uma mulher muito reservada. Gosta muito de limpeza e mantém seu jardim em excelente estado. Levei um susto quando a polícia veio e me contou o ocorrido", disse uma vizinha à publicação.

Com base no depoimento dos moradores da região, a polícia deduziu que o corpo encontrado estava há mais de 20 anos no freezer.

"Acho que tudo está relacionado à imigração, porque a mãe era ilegal e não queriam que ninguém soubesse", acrescentou a vizinha ao "Evening Standard".

Segundo a publicação, depois de muito tempo, Irani contou seu segredo a uma amiga, que avisou a polícia.

Uma porta-voz da Scotland Yard (Polícia Metropolitana de Londres) confirmou hoje o achado a descoberta do corpo e disse que uma mulher de 83 anos havia sido interrogada, mas não detida.

Leia mais sobre Grã-Bretanha

    Leia tudo sobre: grã-bretanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG