Não podemos transformar a Amazônia em um santuário da Humanidade , afirma Lula - Mundo - iG" /

Não podemos transformar a Amazônia em um santuário da Humanidade , afirma Lula

O presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou neste domingo em uma entrevista que o Brasil não pode transformar a Amazônia em um santuário da Humanidade e ressaltou que nem todos os países devem pagar a mesma coisa em relação às emissões de gases do efeito estufa.

AFP |


Lula disse que seu governo "fez muito pelo meio ambiente" e frisou que, neste ano, o desmatamento da floresta tropical foi o menor dos últimos 20 anos , embora tenha destacado que a região precisa se desenvolver e que apenas os brasileiros são responsáveis pela Amazônia.

"Não podemos transformar a Amazônia em um santuário da Humanidade", disse Lula em declarações durante uma entrevista para o canal TV5 e para a Rádio França Internacional.

Segundo o presidente brasileiro, que salientou a necessidade de se "desenvolver corretamente a Amazônia", cerca de 20 milhões de pessoas vivem na floresta tropical e desejam "ter acesso aos mesmos bens materiais que nós".

Em uma entrevista concedida à AFP, Lula havia indicado que não fugiria da responsabilidade de discutir as metas da Cúpula do Clima de Copenhague, que será realizada em dezembro, e que tinha "a obrigação moral de diminuir o desmatamento da Amazônia".

Mas o presidente brasileiro ressaltou que "os países industrializados devem pagar pela proteção e devem se comprometer a diminuir as emissões de gases do efeito estufa. Isso pressupõe que é necessário discutir o conceito de produção e de consumo dos países desenvolvidos, porque nem todos devem pagar a mesma coisa".

Lula indicou que o Brasil irá à Cúpula de Copenhague "para alcançar um acordo que todos assinem".

"Nossos deveres nós cumpriremos, e os cumpriremos bem. Somos o país que tem o maior percentual de energia limpa", destacou Lula, ressaltando: "não podemos ter um mundo rico que censure o mundo pobre e um mundo pobre que não tenha possibilidade alguma de se desenvolver. É um debate que será realizado em Copenhague."

Leia mais sobre: Amazônia

    Leia tudo sobre: amazôniaefeito estufalula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG