Mercador da morte denuncia golpe preparado pelos EUA - Mundo - iG" /

Mercador da morte denuncia golpe preparado pelos EUA

O traficante russo de armas Viktor Bout, preso em março em Bangcoc, afirmou nesta segunda-feira que é vítima de um golpe preparado pelos Estados Unidos, que desejam obter sua extradição por acusação de terrorismo, apesar de, segundo ele, não ter cometido crime algum.

AFP |

Viktor Bout, 41 anos, ex-oficial da Força Aérea soviética, conhecido no Ocidente como 'mercador da morte', compareceu novamente à Corte Criminal de Bangcoc, que deve determinar se existem elementos suficientes para a extradição.

"Eu não cometi nenhum crime, nem ato terrorista", disse o acusado.

O réu, que falou em russo, negou ter vendido armas às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e disse espantado com o fato dos Estados Unidos não terem apresentado nenhum pedido de prisão contra ele quando estava na Rússia.

Viktor Bout foi detido em março em um hotel de Bangcoc por agentes americanos disfarçados de dirigentes das Farc.

Ele afirmou que é vítima de um "golpe preparado" porque os Estados Unidos desejam impedir que Tailândia e Rússia "desenvolvam mais" suas relações.

Em caso de extradição para o território americano, Bout pode ser condenado à prisão perpétua.

Viktor Bout é descrito como "mercador da morte" por ter fornecido armas nos últimos 15 anos a criminisos da África e América do Sul, passando pelo Afeganistão, com os talibãs e a Al-Qaeda.

tp/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG