Homem-jato voa como um pássaro e atravessa o Canal da Mancha em 10 minutos - Mundo - iG" /

Homem-jato voa como um pássaro e atravessa o Canal da Mancha em 10 minutos

O piloto suíço Yves Rossy, também conhecido como homem-jato, conseguiu nesta sexta-feira a façanha de cruzar o Canal da Mancha com uma asa de carbono dotada de quatro turbinas portáteis fixada em suas costas.

AFP |

Yves Rossy, 49 anos, realizou com êxito um vôo entre Calais (França) e Dover (Inglaterra), ou seja, 35 km percorridos em cerca de 10 minutos, constatou um jornalista da AFP.

"Provei que é possível voar como um pássaro. Meu objetivo era realizar um sonho. Ter uma idéia na cabeça e conseguir colocá-la em prática é a coisa mais gratificante que existe", explicou o suíço aos jornalistas assim que chegou a Dover.

Yves Rossy foi largado de um pequeno avião a cerca de 2.500 metros de altura de Calais, com sua asa já aberta nas costas.

Assim que chegou à costa inglesa, ele cortou o sistema de propulsão de sua asa, que pode alcançar 200 km/h, para abrir um pára-quedas a 1.500 metros do solo e pousar em um campo, perto de um farol instalado nas falésias de Dover.

O suíço tivera que desistir de suas tentativas anteriores, na quarta e na quinta, por causa das condições climáticas.

Desta vez, "as condições climáticas era perfeitas", destacou o aventureiro.

"O vôo foi uma combinação de êxtase e de esforço para manter o foco, porque ficava pensando em como a água (do Canal da Mancha) devia estar fria", revelou.

"Quero agradecer a todas as pessoas que me ajudaram. Sou o único a ter conseguido voar sobre o Canal da Mancha desta maneira, mas muita gente me ajudou. Espero que muitos ainda tenham a chance de voar desta forma", acrescentou Rossy.

"Fora algumas turbulências, foi o vôo perfeito", declarou à AFP o praticante de skysurf Stéphane Marmier, um dos membros de sua equipe. "Ele está aqui, na Inglaterra, e isso é o que importa. Estamos muito felizes", afirmou.

Ex-piloto militar (mais de mil horas de vôo em Mirages III e F-5), e atualmente piloto comercial, Rossy se tornou em 2004 o primeiro homem a voar com uma asa individual dotada de turbinas portáteis.

A nova asa, de uma envergadura de 3 metros, permite o vôo de apenas alguns minutos devido ao pequeno tanque de querosene (30 litros). Ela tem uma velocidade máxima de 300 km/h.

Aventureiro nas horas vagas, Rossy já fez mais de mil saltos de pára-quedas, além de praticar skysurf e se dedicar à criação de asas como a utilizada em sua nova proeza.

gj/cn/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG