Feiticeira recomenda óleo de leão para seleção sul-africana - Mundo - iG" /

Feiticeira recomenda óleo de leão para seleção sul-africana

Uma vendedora de produtos de medicina tradicional sul-africana diz ter a receita para o sucesso da seleção da África do Sul na Copa das Confederações: óleo de leão. Basta o jogador espalhar, por exemplo, na testa, que fará o goleiro adversário tremer, diz MPanza Mtonbimke, que comercializa ervas, pedaços secos de animais e óleos no mercado Faraday, no sul da cidade de Johanesburgo.

BBC Brasil |

"O ingrediente principal do óleo é leão, mas leva também outros animais ferozes e ervas. Depois, prensamos tudo, fervemos e engarrafamos", diz ela.

No entanto, seu filho aparece no local e rechaça a explicação da mãe, dizendo que "todos os jogadores do time usam algum 'feitiço' diferente" e que a equipe não deveria confiar exclusivamente no óleo de leão.

"Uma combinação de feitiços tem um efeito mais forte", diz.

Mr. Bean
M'tonbimke é considerada uma Sangoma - ou feiticeira em zulu, a línguas falada pela principal tribo sul-africana.

Segundo a tradição, ela perde seus poderes se cometer algum crime ou mesmo se algum for cometido por um filho seu. Neste caso, não poderia mais ser chamada de Sangoma.

No mercado, chamado Muti (feitiçaria) Merket, a maioria dos vendedores e frequentadores é de zulus, mas calcula-se que boa parte da população sul-africana use alguma forma de medicina tradicional.

A vendedora explica o funcionamento de outras ervas, como uma com a qual pede para ser fotografada. Segundo ela, esta erva permitiria entrar em contato com ancestrais.

Ela revela também uma curiosa percepção sobre o técnico brasileiro Joel Santana, que comanda a seleção sul-africana.

"Ele parece o Mr. Bean, não sabe falar inglês direito."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG