Esse bronze valeu ouro , diz 3º medalhista do Brasil em Pequim - Mundo - iG" /

Esse bronze valeu ouro , diz 3º medalhista do Brasil em Pequim

O judoca brasileiro Tiago Camilo conquistou nesta terça-feira a medalha de bronze na categoria até 81 kg, a terceira do Brasil na Olimpíada de Pequim 2008. O brasileiro derrotou o holandês Guillaume Elmont.

BBC Brasil |

Esta é a segunda medalha de Camilo, que havia conquistado prata em Sidney 2000.

É também a terceira medalha de bronze do judô brasileiro. Os judocas Ketleyn Quadros e Leandro Guilheiros haviam ganhado bronze na segunda-feira.

"Esse bronze para mim vale ouro", disse Tiago Camilo aos jornalistas, chorando muito depois da luta contra o holandês Guillaume Elmont, vencida pelo brasileiro por ippon.

O bronze de Tiago Camilo também marcou história para o judô brasileiro. O esporte superou a vela como modalidade mais premiada do Brasil em olimpíadas. Agora o país tem 15 medalhas olímpicas, uma a mais do que a vela.

Esperança de ouro
Tiago Camilo era uma das principais esperanças de ouro do judô brasileiro em Pequim.

Ele começou a competição vencendo o japonês Takashi Ono com um wazari e dois yukos. Nas oitavas-de-final, Camilo passou pelo iraniano Hamed Malek Mohammadi com um ippon, quando já tinha um yuko de vantagem na luta.

A eliminação veio nas quartas-de-final para o alemão Ole Bischof, por dois wazaris. Camilo conta que foi difícil assimilar a derrota para o alemão, que acabou ganhando a medalha de ouro da categoria.

"Foi uma competição muito difícil para mim, porque eu tinha como objetivo vir aqui buscar o ouro", disse.

"(Depois da derrota) foi muito difícil me motivar novamente para eu entrar na competição novamente."
Na repescagem, ele venceu o americano Travis Stevens por um yuko e um koka contra apenas um yuko do adversário, e o britânico Euan Burton, por um wazari.

Inspiração
Camilo disse aos jornalistas que teve no povo brasileiro a sua principal inspiração para se concentrar nas lutas da repescagem.

"Hoje no momento que eu tive mais dificuldade, eu pensei em todo o povo brasileiro. O Brasil inteiro está colado na televisão vendo, e eu lutando aqui", disse.

"São 180 milhões de pessoas querendo estar aqui no meu lugar, e eu estava aqui. Eu não podia desperdiçar essa chance."
Após a vitória contra o holandês Guillaume Elmont, que lhe valeu o bronze, Tiago recitou aos jornalistas uma mensagem religiosa que havia preparado.

"Eram dois fazendeiros e os dois oraram para que a chuva caísse em seus campos. Só um foi preparar o campo para receber chuva. A chuva que vem de Deus. Hoje, eu aqui, eu preparei o campo para receber a vitória."
Ele também fez elogios ao resto da equipe de judocas do Brasil.

"Todos merecem a medalha, a medalha de uma cor só", disse.

Carreira
No ano passado, Camilo havia conquistado a medalha de ouro na sua categoria nos Jogos Pan-americanos do Rio.

Além disso, ele já foi terceiro colocado na Super Copa do Mundo de Hamburgo de 2008, campeão do Mundial Sênior do Rio de 2007, campeão do Mundial Júnior de Cáli 1998 e ouro nos Jogos Mundiais da Juventude de Moscou 1998.

Tiago Camilo foi eleito o melhor atleta do Campeonato Mundial 2007, no Rio de Janeiro, quando venceu todas as lutas por ippon, usando técnicas diferentes emcada uma delas.

Ele é também o único judoca do país que conquistou títulos mundiais do juvenil ao sênior.

No começo de 2006, Tiago trocou São Paulo por Porto Alegre, onde compete pelo clube Sogipa, ao lado do judoca gaúcho João Derly, que foi eliminado da Olimpíada no final de semana.

Também nesta terça-feira, no torneio feminino da categoria, Danielle Yuri foi derrotada pela sul-coreana Kong Jayong na primeira rodada por ippon, quando vencia a luta com um wazari.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG