Boa imagem da China é legado dos Jogos de Pequim - Mundo - iG" /

Boa imagem da China é legado dos Jogos de Pequim

Encerrados os Jogos Olímpicos mais caros da história, a China agora retoma aos poucos a vida normal. Quando atletas vão embora e equipes de limpeza entram em ação, fica a pergunta sobre o que fica da Olimpíada.

BBC Brasil |

Além da fantástica mudança na paisagem arquitetônica de Pequim e da ampliação da rede metroviária, a China espera que os Jogos deixem um legado mais profundo, resultado da engenharia social que treinou milhões de cidadãos a respeitar filas, não cuspir no chão, não falar alto, ser cortês e ter bons modos.

Os chineses estão cientes do esforço de mudança e acreditam que a Olimpíada fez o país mais "civilizado" e "deu orgulho" à nação.

Mas, mais importante, os jogos deixarão como legado "uma boa imagem da China para o mundo", segundo chineses entrevistados pela BBC Brasil.

"Acho que o Ocidente se impressionou conosco e essas duas semanas foram uma janela que permitiu aos dois lados (Ocidente e Oriente) interagir e se conhecer melhor. Acho que seremos olhados com mais respeito a partir de agora", disse o estudante de engenharia Wu Huang Zhang, de 23 anos.

"A China provou que pode fazer um bom trabalho. Estamos mais confiantes em nós mesmos e vamos continuar tentando ser cada vez melhores. A nossa Olimpíada serve de exemplo para o mundo", disse o vendedor You Wen Bo, de 25 anos.

Respeito
Certamente ser olhado "com mais respeito" e "servir de exemplo" sempre esteve nos planos do Partido Comunista, que não poupou esforços na construção de uma Olimpíada memorável por sua grandiosidade.

No entanto, ainda não está claro se a expectativa dos chineses se concretizará e o Ocidente ficará com uma "boa imagem" da China após os jogos.

A censura imposta pelo país à imprensa e ao trabalho feito por ONGs evidenciou a diferença de percepção na área ideológica que distingue os chineses dos ocidentais.

A repressão a protestos e às vozes dissidentes do governo foi vista com indignação por organizações como a Anistia Internacional e Repórteres Sem Fronteiras.

Por causa da censura, muitos chineses não foram informados sobre as detenções e muitos dos que souberam acharam correto por considerar ser "pelo bem da nação".

"Não entendo porque a imprensa ocidental é critica da China. Nosso governo é tão bom pra nós", afirmou a dona de casa de 50 anos Shi Fung.

"Acho que os jogos foram uma boa promoção da nossa imagem no mundo e a idéia de que somos capazes e dedicados ficará para o futuro", disse a vendedora Jiang Xiao.

"Espero que agora o Ocidente tenha uma visão mais verdadeira da China. Mais pessoas estão vendo com os próprios olhos que nosso país é bom e vão voltar pra casa dizendo boas coisas de nós", deseja ela.

Leia mais sobre: Olimpíada

    Leia tudo sobre: olimpíada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG